A corrente do bem, uma corrente que não é do Orkut.

Há muito tempo atrás, acho que uns 3 anos, a minha professora nos mostrou um vídeo, ela lecionava uma matéria semelhante a sociologia e filosofia misturado com teologia, e estávamos falando sobre fazer o bem, mas antes dela começar a falar ela nos mostrou um video, esse abaixo:


Depois do final do vídeo ela nos perguntou o que havíamos visto, é claro que a maioria respondeu o óbvio, que também é o título do vídeo: "O bem gera o bem". Sim, éramos todos muito preguiçosos. Mas eu sei que no fundo todo mundo recebeu a mensagem que ela gostaria de passar e cá estou eu repassando sua mensagem. 

O vídeo é realmente inspirador e gostaria MUUUITO que você assistisse, ele mostra uma corrente de boas ações, que parte do trabalhador ajudando o menino que caiu de skate a levantar, o mesmo, inspirado pela boa vontade do homem, ajuda uma senhora com as compras e cada um vai ajudando o outro até que, no final, o homem que ajudou o menino no início do vídeo recebe ajuda. É mesmo magnífico.

O que me trouxe aqui foi o fato de ter começado a camapanha do Criança Esperança esses dias, minha antiga escola, cuja a professora que eu mencionei no início trabalha, foi escolhida como uma das sedes de Manaus, então eu lembrei de toda a história e quis vir compartilhar com vocês.

É óbvio que fazer o bem é bom tanto para quem recebe quanto para quem faz, é maravilhoso saber que você fez a diferença na vida de uma pessoa, mesmo que pequena. Porque o que acontece é que as pessoas pensam que boas ações é doar dinheiro, ajudar instituições de caridade, fazer abrigos para cachorros de rua, mas as vezes dar o seu lugar no ônibus para uma pessoa idosa já torna o mundo diferente, ajudar alguém a atravessar a rua, parar seu carro para alguém atravessar, dar passagem para aquele motorista estressado, pegar as suas roupas velhas e que já não servem em você e levar para aquele vizinho que você sabe que passa por precisão, isso também é fazer o bem. 

Quem sabe aquele senhor para quem você cedeu o lugar em um dia de verão, no ônibus lotado, não venha te dar uma grande ajuda amanhã. Aquela pessoa para quem você segurou a bolsa pesada não o veja em pé no ônibus com a SUA bolsa pesada e a segure para você. Coisas grandes são feitas com peças pequenas, quem sabe assim, com essas ajudinhas, que parecem ser pequenas, mas não são, você venha a ser aquele que mudou o mundo? Não custa nada começar agora não é? É de boas ações que o mundo precisa... 

Até Logo.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário